Blog

Todos sabem que, hoje em dia, trabalhar em equipe é algo indispensável para se atingir metas e resultados. A força dos grupos é incontestável e definitivamente entrou para a rotina de todas as empresas bem-sucedidas. A união, como diz o dito popular, faz a força.

O que as empresas vêm se conscientizando cada vez mais é que a força da equipe pode eventualmente ser desperdiçada. Sem um modelo estratégico de gestão e sem uma liderança forte e eficaz, as equipes tendem a se perder, deixando aflorar disputas, conflitos, boicotes e antagonismos que minam qualquer trabalho. Uma das consequências é que os problemas não só aumentam de intensidade, como até se multiplicam.

Para de fato atuarem bem, as equipes precisam ser lideradas e seguir um “plano de vôo”. Só assim saberão lidar com os percalços internos e externos à sua rota.

Reconhecer os valores individuais de seus liderados é o grande desafio que se impõe às lideranças empresariais nos dias atuais e lidar com pessoas é algo muito especial; a diversidade é fator precioso e ao mesmo tempo um dificultador. Lidar com pessoas e liderá-las exige um manejo diferente da forma como tratamos nossas relações pessoais. Por isso pede um investimento em entender de gente e traduzir gente.

Mais do que novos conhecimentos é preciso que a pessoa a assumir um posto de liderança desenvolva/adquira novas habilidades e novas atitudes, que saiba analisar o novo cenário onde irá atuar, identifique quais serão seus desafios e o que pode fazer para vencê-los.

E este é o perfil de líder que faz a diferença em uma organização, seja ela de que porte for. Hoje, ao lado dos investimentos em tecnologia e na capacitação técnica de suas equipes, as empresas que pretendem se manter competitivas em um ambiente volátil e de crise, percebem que investir na melhor capacitação de suas lideranças é uma necessidade cada vez mais preemente. E isso vem acontecendo de varias formas: treinamentos, coaching de equipe e individual, entre outros.

Tecnologia pode ser comprada, estruturas podem ser copiadas, mas o que realmente faz a diferença são as pessoas e pessoas geridas de forma eficaz podem produzir maiores e melhores resultados.. 

A liderança atual deve entender que uma das suas principais responsabilidades é o desenvolvimento da sua equipe, não só no aspecto técnico/operacional, mas, principalmente no comportamental, acompanhando e fornecendo feedbacks constantes, ferramenta indispensável para manter a equipe motivada. 

Mais do que uma decisão empresarial, apostar em formação/desenvolvimento das competências de suas lideranças representa para as empresas investimento em capital humano, competitividade e resultados. 

Espero que tenha gostado do artigo e aproveito para fazer o convite para que deixe sua opinião nos comentários e clique em gostei! 

Abraços e Sucesso!!!


Deixe o seu comentário