Blog

Você já reparou que líderes verdadeiramente autoconfiantes creem que terão êxito em todas as suas empreitadas? Por terem autêntica convicção em si mesmos, eles inspiram respeito, segurança e têm forte influência sobre sua equipe, a inspirando, motivando e energizando.

Em contrapartida, líderes pouco confiantes são demasiadamente críticos a respeito de si mesmos, estão sempre tentando agradar outras pessoas, mesmo que contra os seus princípios, e menosprezam as suas competências e capacidades. Estes raramente atingem excelentes resultados, não é mesmo?

É fácil concluir que, sem autoconfiança, não existe liderança de excelência. Mas de onde vem a autoconfiança? Ela surge involuntariamente? Não! Mas é totalmente possível desenvolvê-la. E é por esse motivo que muitas pessoas recorrem ao coaching!

O desenvolvimento da autoconfiança requer o conhecimento de seus próprios valores e desejos, suas atitudes e habilidades. Isso envolve, também, o desenvolvimento dos três pilares que sustentam a liderança:

Como você julga a sua capacidade?

O primeiro elemento que alimenta a autoconfiança é a autoeficácia, fundada na crença em nossa capacidade de atingir objetivos com foco em nossa performance. Líderes que desenvolvem a autoeficácia são mais ativos, trabalham com mais obstinação, são mais persistentes e têm menos reações emocionais adversas perante conflitos e grandes desafios. É o seu caso?

Como você julga o seu próprio valor?

https://www.linkedin.com/pulse/lideran%C3%A7a-como-um-diferencial-competitivo-rose-raimundo/

O segundo elemento da autoconfiança é a autoestima. Líderes com baixa autoestima culpam a si mesmos por tudo. Assim, têm pouca motivação para encarar os desafios, pois não acreditam em sua própria capacidade de enfrentá-los, o que prejudica a performance de toda a sua equipe.

De: www.sbcoaching.com.br

Deixe o seu comentário